Deficiências

Loading Likes...

Deficiência física: conceitos básicos

A Declaração dos Direitos das Pessoas Deficientes, elaborada em 1975, definiu deficiente físico como: uma pessoa incapaz de assegurar, por si mesma, total ou parcialmente as necessidades de uma vida individual ou social normal, em decorrência de uma deficiência, congênita ou não, em suas capacidades físicas.

Na atualidade esta definição não é mais a mesma, porque o deficiente se esforça dentro de suas limitações para suprir as suas necessidades, tanto pessoais como sociais.

As pessoas com deficiência física, para exercerem seus direitos e fortalecerem sua participação como cidadãos, possuem o direito à acessibilidade em edificações de uso público. Sendo assim, devem ser feitas as devidas adaptações dos espaços físicos como:

– Rampas com corrimões e/ou elevadores que permitam o acesso às pessoas com deficiência física aos espaços de uso coletivo.

– Reservas de vagas em estacionamentos.

– Barras de apoio nas paredes dos banheiros.

– Lavabos e bebedouros instalados em altura acessível aos usuários de cadeiras de rodas.

– Telefones públicos instalados em altura acessível aos usuários de cadeiras de rodas.

– Banheiros adaptados que disponham de portas largas e espaço suficiente para permitir o acesso de cadeira de rodas, e outros.

“Todos os ambientes devem ser desenhados de forma a não segregar ou excluir pessoas, promovendo a socialização e a integração entre indivíduos com diferentes condições físicas, mentais e sensoriais. Desta forma, ambientes e equipamentos adaptados não devem ser isolados dos demais espaços, possibilitando o uso independente, na medida do possível, por indivíduos com habilidades e restrições diferentes.” (Dischinger et al, 2004, pág. 157).

As características comuns do deficiente físico geralmente são: as dificuldades de locomoção de um lado para o outro, pois necessita de cadeira de roda ou de muleta, podendo apresentar dificuldade de relacionamento devido a sua baixa autoestima, com isso pode comprometer a sua linguagem, a sua aprendizagem e o grafismo, no caso de crianças que adquiriram ou nasceram com a deficiência.

Tipos e definições de deficiência física:

– Paraplegia: Perda total das funções motoras dos membros inferiores.

– Paraparesia: Perda parcial das funções motoras dos membros inferiores.

– Monoplegia: Perda total das funções motoras de um só membro (inferior ou posterior)

– Monoparesia: Perda parcial das funções motoras de um só membro (inferior ou posterior)

– Tetraplegia: Perda total das funções motoras dos membros inferiores e superiores.

– Tetraparesia: Perda parcial das funções motoras dos membros inferiores e superiores.

– Triplegia: Perda total das funções motoras em três membros.

– Triparesia: Perda parcial das funções motoras em três membros.

– Hemiplegia: Perda total das funções motoras de um hemisfério do corpo (direito ou esquerdo).

– Hemiparesia: Perda parcial das funções motoras de um hemisfério do corpo (direito ou esquerdo).

– Amputação: Perda total ou parcial de um determinado membro ou segmento de membro.

– Paralisia Cerebral: Lesão de uma ou mais áreas do sistema nervoso central, tendo como consequência alterações psicomotoras, podendo ou não causar deficiência mental.

– Ostomia: Intervenção cirúrgica que cria um ostoma (abertura, ostio) na parede abdominal para adaptação de bolsa de coleta; processo cirúrgico que visa à construção de um caminho alternativo e novo na eliminação de fezes e urina para o exterior do corpo humano (colostomia: ostoma intestinal; urostomia: desvio urinário).

 

Fonte: http://www.deficienteonline.com.br/deficiencia-fisica-tipos-e-definicoes___12.html